Ação de militares na Amazônia começa com 400 homens
26/08/2019

Ação de militares na Amazônia começa com 400 homens

Cerca de 400 militares vão atuar inicialmente no combate a incêndios, atender a população exposta a risco, e reprimir os ilícitos ambientais.

As três primeiras organizações designadas são do Estado de Rondônia: a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, a Delegacia Fluvial Regional e o Centro Regional de Vigilância, do Sipam (Sistema de Proteção da Amazônia), todos de Porto Velho (RO).

O Palácio do Planalto informou que serão liberadas nos próximos dias as primeiras parcelas dos R$ 28 milhões que servirão para pagar as contas da atividade extraordinária — verba que estava contingenciada.

O modelo das operações decorrentes do decreto de GLOA (Garantia da Lei e da Ordem Ambiental) que vai vigorar até o dia 24 de setembro ainda está sendo definido.

Inscreva-se na nova rede social da direita www.fenickes.com

Curta e Compartilhe:
Fenickespb

Curta nossa página no Facebook