E-mails registram propina a Aécio, diz PGR
12/09/2019

E-mails registram propina a Aécio, diz PGR

Raquel Dodge levou a Edson Fachin e-mails de Marcelo Odebrecht com registros de pagamentos de propina a Aécio Neves, ao PSDB e a outros partidos aliados.

As mensagens, segundo a procuradora, “revelam o protagonismo do parlamentar na condução das tratativas envolvendo os grandes projetos da área de energia”.

Dodge solicitou a inclusão do material, fornecido por Marcelo Odebrecht, num inquérito que apura propinas de R$ 50 milhões que teriam sido pagas ao deputado para atuar em favor da Odebrecht e da Andrade Gutierrez na construção das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio.

Aécio sempre negou interferência nas obras, alegando que elas foram idealizadas no governo do PT. A PGR, no entanto, sustenta que dois ex-diretores, Henrique Valadares e Cláudio Melo Filho, faziam a interlocução com o então senador para obter ajuda.

Os pagamentos eram feitos a Dimas Toledo, considerado por muito tempo o operador do PSDB.

O próprio Marcelo disse ter se reunido várias vezes com Aécio para tratar das dificuldades enfrentadas pelas empresas do grupo, segundo a PGR.

“As autoridades federais teriam sido pagas para influenciar na formação do consórcio, direcionar  os editais de licitação, reverter decisões adotadas, direcionar os trabalhos de parlamentares no âmbito de audiências públicas voltadas a discutir o tema, entre outros”, descreve Raquel Dodge.

Inscreva-se na nova rede social da direita www.fenickes.com

Fonte: o antagonista

Curta e Compartilhe:
Fenickespb

Curta nossa página no Facebook