Gilmar proíbe investigação contra advogados de Paulo Preto
04/10/2019

Gilmar proíbe investigação contra advogados de Paulo Preto

Gilmar Mendes proibiu a força tarefa da lava-jato de investigar os advogados José Roberto Figueiredo Santoro e Raquel Botelho Santoro Cezar.

A dupla, segundo o antagonista, defende Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor do Dersa e apontado como operador de políticos do PSDB.

Em sua decisão, segundo o Estadão, o ministro proibiu a força-tarefa da Lava Jato de abrir inquérito policial ou qualquer outra investigação criminal contra os dois advogados e ainda determinou que os membros da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba fossem investigados criminalmente e administrativamente, “tendo em vista os relevantes indícios de crimes de violação de sigilo funcional”.

Isso é Brasil!!!

Inscreva-se na nova rede social da direita www.fenickes.com

Comente:

Curta e Compartilhe:
Fenickespb

Curta nossa página no Facebook