“Eu tô muito preocupado porque já morreu muita gente ligada a essa operação”
07/10/2019

“Eu tô muito preocupado porque já morreu muita gente ligada a essa operação”

O supervisor da Receita Federal Marco Aurélio Canal, que foi preso pela lava-jato, temeu ser morto depois que Gilmar Mendes o acusou de ter vasculhado suas.

Em conversas interceptadas pela PF e obtidas pela Folha de S. Paulo, ele disse a um juiz de Teresópolis, seu ex-cunhado:

“Tô na operação desde o início. Ele expôs o meu nome que tava incógnito até então. (…) As pessoas que a gente mexe de núcleo político é pesado. Tu mexe com o PMDB do Rio. (…) Eu não tô mais oculto no papel das operações. E eu tô muito preocupado porque já morreu muita gente ligada a essa operação e, sei lá.

Então eu tomei uma medida. Eu fiz backup de tudo. Todas essas incidências. Tudo desse trabalho Lava Jato (…).

“Se acontecer alguma coisa comigo, cara, orientar imprensa, Polícia Federal, orientar de como fazer uma comunicação desses fatos, porque de certa forma a Receita não dá, como vocês têm proteção.”

Inscreva-se na nova rede social da direita www.fenickes.com

Curta e Compartilhe:
Fenickespb

Curta nossa página no Facebook